31 de agosto de 2011

5º semestre

Mais uma guerra que começou. Todos os anos os horários são uma dor de cabeça, imagino mais para professores do que para alunos, é claro, sempre com uma dose de sorte...
Não me posso queixar muito, apesar de ainda há pouco tempo ter uma sobreposição de cadeiras o assunto está resolvido. De facto seria muito mais simples se tivesse escolhido outra opcional (que era a causa da sobreposição), mas as opções que nos colocam são muito pouco apelativas. Aliás, só uma das 4 opcionais é que não tinha sobreposição de horário (descontemos a opcional sem créditos e outra que ainda nem horário tem).
Gostaria de pensar que escolher uma opcional é um direito meu do qual não posso ser julgado.

E até agora é isto. Os horários estão em fase prototipo até que os sorteios nos coloquem definitivamente. Na pior das hipóteses saio quase todos os dias às 18 em pleno inverno e já de noite brrrrrrrrrr.

Falta pouco para esta vida de universitário chegar a um bom termo... 

24 de agosto de 2011

Monodonta sp

Hoje fui à praia. Apanhei no meio das rochas algumas algas com um aspecto filamentoso e um caracol, ao que tudo parece um Monodonta sp.
Ao chegar a casa lá me meti a investigar, mais sobre o caracol, pois este despertou-me imenso interesse. A sua concha tem um brilho fascinante da parte de dentro e decidi raspar um pouco o lado de fora. Logo descobri que o brilho iridescente aparecia depois de algumas camadas verdes e castanhas serem retiradas. Ao que parece a concha é essencialmente constituída por aragonite, uma forma do carbonato de cálcio, com muitos outros átomos misturados, mas em menor quantidade.

O caracol também tem outra coisa interessante, uma espécie de “dente”, algo que ele usa para se proteger dos predadores. Decidi ver mais de perto esse tal dente: à primeira vista tem as mesmas características e composição que a casca mas é menos rígido, ou seja, parece que é um pouco mais fino que a casca. Tem um padrão circular interessante, e as pontas refractam a luz de uma forma muito bonita (bastante semelhante ao interior da casca).
Fica aqui o vídeo que fiz com o meu DIY EyeToy microscope.


Quase como uma superfície lunar, parece ter crateras! E tem um aspecto fascinante, com vários anéis perfeitamente distinguíveis.


Não seria interessante poder replicar a casca de um gastrópode, em madrepérola, bonita e resistente, para fazer produtos que sirvam os nossos propósitos de forma amiga do ambiente, inovadora e muito mais sustentável?
Quem sabe, um dia podemos viver em grandes prédios de madrepérola em forma de caracol!  ; )


Esta TED Talk fala um pouco de biomimetismo e o seu poder inovador na nossa sociedade.

embed> object>




18 de agosto de 2011

Férias com projectos

Ah... Que bom estar de férias! Como é costume já iniciei centenas de coisas que não vou acabar, ou que nem as começo. Uma delas, por acaso até está a desenvolver-se bem; é o meu novo site: Spreading Chemistry

Curiosos? Visitem! E mais não digo! XD
Boas férias!